+55 11 99998-6075

Aspectos positivos e negativos do Chevrolet Tracker

Última atualização em:
21/06/2024

No segmento de SUVs compactos, o Chevrolet Tracker é bastante reconhecido. Esse é um modelo que já está em sua terceira geração e ao longo do tempo foi sendo reestilizado e tendo mais destaque. E assim como outros veículos, ele também apresenta alguns pontos negativos e outros positivos. 

a imagem mostra um carro Chevrolet Tracker de cor preta, sobre um fundo amarelo com logotipo da Dyna. à frente, o escrito "aspectos positivos e negativos do Chevrolet Tracker"

Quer saber quais são os aspectos positivos e negativos do Tracker? Acompanhe o post a seguir!

A história do Chevrolet Tracker

O Chevrolet Tracker é um modelo compacto que teve origem em 1989 a partir da união entre a General Motors e a Suzuki. 

Em 2001, o modelo foi lançado de forma oficial no Brasil. Essa geração foi a única que recebeu apelo off road e motor 2.0 turbodiesel. Na época, o modelo foi inspirado no Gran Vitara, da Suzuki, com pequenas alterações e a famosa ‘gravata borboleta’ na grade dianteira. 

Porém, devido ao preço do diesel que era elevado, o modelo acabou saindo de linha sem muito sucesso no mercado.

Por sua vez, a segunda geração surgiu em 2013, com o Tracker completamente modificado e um novo visual, bastante moderno. Além do motor 1.8 Ecotec, 140/144 cavalos de potência e duas opções de câmbio, sendo manual ou automático com seis marchas.

Ainda na segunda geração, em 2016 o veículo foi reestilizado novamente, recebendo rodas de liga leve aro 16 polegadas, motor 1.8 16V Ecotec (Flex), ar condicionado, computador de bordo, entre outros detalhes.

A nova geração foi apresentada em março de 2020, com novas tecnologias, mudanças no visual e motores mais modernos, fazendo com que o modelo continuasse a ser disputado no mercado. 

O novo Tracker conta com 4,27 m de comprimento, 1,62 m de altura e 2,57 m de entre-eixos, com porta-malas de 393 litros, motor 1.0 turbo e 116 cv e 16,8 kgfm de torque. As versões mais caras apresentam motor 1.2 turbo.

Chevrolet Tracker: Pontos positivos

Um dos principais pontos positivos da nova geração do Chevrolet Tracker é o espaço interno e porta-malas, que é grande e pode ser bastante útil. Os entre-eixos possuem 2.570 mm, garantindo conforto para os passageiros e o porta-malas tem capacidade de 393 litros.

O motor do veículo também pode ser considerado como um ponto positivo do SUV. Se for um modelo 1.2 Turbo Flex,  a potência alcança 133 cv e torque de 21,4 kgfm.

O consumo de combustível também é um ponto analisado pelo cliente, sendo bastante positivo. Isso porque, segundo o PBE Veicular (do Inmetro), a versão Turbo 1.2 Flex pode rodar 7,2 km/l (etanol) e 10,4 km/l a gasolina. Em rodovias, o modelo pode percorrer 13,2 km/l a gasolina e 9,2 km/l (etanol).

E quais os pontos negativos do Chevrolet Tracker?

Comparado a outros modelos, o acabamento interno do Tracker é um dos pontos negativos e percebidos pelos clientes, por contar com plásticos rígidos em seu painel. 

A versão mais completa da nova geração do Tracker é a Premier, porém ela não conta com alguns equipamentos que seriam importantes. Foram retiradas algumas funções como o recurso Android Auto, Wi-Fi integrado e o Bluetooth.

O ar condicionado também entra na lista de reclamações frequentes, pois ele não oferece climatização de acordo com a necessidade, ou seja, ele não esfria o suficiente e muitos proprietários relatam que ele desliga sem motivo e liga novamente. 

Em geral, esses são os principais aspectos negativos do Chevrolet Tracker. Você já sabia sobre algum deles? E os pontos positivos, está de acordo? Deixe um comentário abaixo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados
Todos os direitos reservados © 2024
Desenvolvido
SuryaMKT
Atualizado em: 
21/06/2024 @ 17:01
magnifiercross