+55 11 99998-6075

Abasteceu com gasolina adulterada? Saiba como resolver esse problema

Última atualização em:
11/06/2024

Abastecer faz parte da rotina de todos os motoristas que utilizam um automóvel para se locomover. O único problema é que, muitas vezes, esse abastecimento pode ocorrer com gasolina adulterada.

Neste caso, então, o que fazer? Existe algum meio de resolver esse problema? Falaremos sobre isso no post de hoje. Acompanhe!

Composição da gasolina adulterada 

A gasolina adulterada, popularmente conhecida como ‘gasolina batizada’ é aquela que passa por alterações em seu estado original. Isso significa que outros solventes, geralmente mais baratos, são misturados e assim ela é utilizada.  

De acordo com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a porcentagem permitida de etanol anidro na gasolina não deve passar de 27%. Porém, muitos postos criam uma mistura com uma quantidade bastante superior a isso, tornando o combustível adulterado.

Quais sinais indicam a gasolina adulterada?

Sem dúvidas, ao abastecer com gasolina adulterada você começará a perceber determinados sinais em seu veículo, indicando as consequências que o combustível pode trazer. Entre os sinais que podem ocorrer de imediato, estão:

  • Aumento dos ruídos do motor;
  • Maior emissão de fumaça ou despejo de líquido por meio do escapamento;
  • Aumento do consumo do combustível;
  • O veículo deverá percorrer menos km que o normal, apenas com um tanque;
  • Instabilidade e motor em marcha lenta.

Outros agravantes que podemos destacar, são:

  • Resíduos acumulados no motor, que poderá fundir;
  • Danos e corrosão da bomba do combustível;
  • Válvulas travadas;
  • Desgaste dos componentes de borracha, como a mangueira, por exemplo;
  • Bomba de combustível entupida.

O que fazer ao abastecer com gasolina adulterada?

Quando o combustível já está no tanque e você percebe que é um tipo de gasolina adulterada, podendo estragar o motor do seu carro, o primeiro passo é ir até uma oficina mecânica de confiança e pedir para que o tanque seja esvaziado.

Outra opção seria voltar ao posto que abasteceu e pedir para esvaziar o tanque, com todos os gastos sendo pagos pelo próprio estabelecimento. 

Porém, se isso não for possível, a dica anterior continua sendo válida para a retirada de todo o combustível adulterado, e também para que seja possível abastecer com uma gasolina de qualidade.

Outra dica importante é sempre pedir a nota fiscal do posto onde abastece. Essa é uma ótima garantia, caso o veículo tenha problemas maiores devido à adulteração, pois você poderá procurar o Procon, a ANP ou o IPEM e fazer uma denúncia. 

Já abasteceu com gasolina adulterada? Conhece alguém que passou por esse problema?

Compartilhe o conteúdo de hoje!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados
Todos os direitos reservados © 2024
Desenvolvido
SuryaMKT
Atualizado em: 
11/06/2024 @ 16:13
magnifiercross