+55 11 99998-6075

Como evitar o superaquecimento dos freios? Descubra!

Última atualização em:
21/06/2024

Sabe quando você está dirigindo, vai frear e percebe que o freio não tem a mesma eficiência? Esse efeito pode ser um sinal de superaquecimento dos freios. 

Quer saber por que esse problema acontece e como evitá-lo? Acompanhe o post de hoje para descobrir!

Afinal, qual a função dos freios?

Podemos dizer que o freio apresenta uma série de itens e os mesmos funcionam em conjunto. O objetivo é desacelerar o veículo completamente quando necessário e mantê-lo parado enquanto estiver estacionado.  

Existem dois modos de acionar o freio, sendo eles o pedal e a alavanca. Os carros atuais, com modelos mais modernos, contam com um sistema automático, com sensores que detectam possíveis colisões, freando automaticamente

O que causa o superaquecimento dos freios?

Um sistema de freio com um bom funcionamento é fundamental para manter a segurança do condutor e dos ocupantes de um veículo. Porém, existem situações em que, mesmo que o carro tenha passado por uma manutenção, os freios acabam perdendo sua eficiência e podem falhar.

Conforme dissemos, essa falha ocorre pelo superaquecimento dos freios, que pode ser causado por longos períodos utilizando o pedal ou por aquelas freadas bruscas que, muitas vezes, são frequentes. Ao descer a serra, por exemplo, também pode ocorrer esse mesmo problema.

Outra possível causa do superaquecimento dos freios é quando o fluido, responsável por acionar o sistema, não é trocado no tempo adequado. Isso faz com que ele absorva umidade, acumulando gotículas de água que chegam a ferver por conta da temperatura alta.

O que fazer para evitar o superaquecimento dos freios?

Para reduzir de alguma forma as chances de superaquecimento dos freios é importante alterar os hábitos de direção. Isto significa que o veículo deve ser conduzido de um jeito suave, com uma frenagem e aceleração progressiva.

Essa é uma medida que, além de preservar os freios, também ajudam na economia de combustível

Em carros de passeio, o superaquecimento pode surgir com uma simples descida. Assim sendo, o ideal é não descer com o câmbio em ponto morto e se possível, utilizar o propulsor que ajuda na frenagem. 

Também é importante evitar muito peso no automóvel, uma vez que isso pode prejudicar a eficiência do carro e ao mesmo tempo, comprometer a frenagem. É fundamental respeitar a capacidade de carga máxima. 

E por fim, não acionar os freios por vezes consecutivas ou mais de cinco minutos, principalmente em longas descidas. Além disso, também é importante estar atento às manutenções preventivas.  

Viu só? Evitar o superaquecimento dos freios é mais simples do que você imagina, seguindo todas essas dicas.  

O seu carro já sofreu com o superaquecimento? Qual a solução encontrada? Deixe um comentário abaixo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados
Todos os direitos reservados © 2024
Desenvolvido
SuryaMKT
Atualizado em: 
21/06/2024 @ 17:01
magnifiercross