+55 11 99998-6075

Quais os riscos de trafegar com o pneu furado? Entenda!

Última atualização em:
21/06/2024

Para manter o bom funcionamento de um automóvel, é necessário fazer uma revisão, que nem sempre acontece e por esse descuido, muitas vezes, os condutores pegam a estrada com o pneu furado.

Diante disso, no post de hoje, vamos explicar quais são os riscos oferecidos pelos pneus furados. Quer saber os detalhes? Acompanhe a seguir! 

Pneu furado: quais as causas?

Mesmo sendo fabricado em uma grande quantidade de borracha, o pneu não é completamente protegido, o que o torna bastante frágil. Por isso, em um determinado momento, ele sofre com os temidos furos, que geram dor de cabeça ao motorista.

O pneu furado não surge do nada, pois existem alguns fatores que podem contribuir, como por exemplo, objetos pontiagudos, parafusos, vidro partido e pedras. 

Também pode acontecer ao encostar no meio fio, que dependendo da velocidade é o suficiente para furá-lo.

Em muitos casos, o furo é tão pequeno que passa despercebido e a perda de pressão  acontece de forma lenta. Já em outras ocasiões, o próprio objeto responsável por perfurar o material fica preso e proporciona uma falsa sensação de que o buraco foi tapado.

Como saber quando o pneu está furado?

Como vimos, muitas vezes o motorista não percebe o pneu furado. Mas, existem alguns sinais que podem ajudar a identificar esse problema, sendo eles:

  • Aviso do sistema que monitora a calibragem;
  • Volante pesado;
  • Direção pesada ou lenta;
  • Aumento do ruído do pneu;
  • Falta de nivelamento do automóvel;
  • Aparência do pneu deformada ao tocar o solo.

É perigoso dirigir com o pneu furado? 

Insistir em dirigir com o pneu furado é bastante perigoso. Entre os principais riscos, podemos destacar a falta de segurança. 

A função dos pneus é o controle geral do veículo, garantindo que ele faça curvas e paradas adequadamente. Quando esse processo é prejudicado por estar furado, o risco de que aconteça um acidente é maior.

Outro problema que pode acontecer é o furo ser ignorado e se expandir para a estrutura interna do pneu, local mais difícil de efetuar reparos. Quando o dano se torna estrutural, os riscos aumentam ainda mais. 

Os aros presentes nos pneus também sofrem as consequências, uma vez que o peso fica concentrado nesse item, que acaba dobrando ou sendo danificado de maneira permanente. Neste caso, será necessária a substituição dos pneus e dos aros.   

O que fazer para reparar o dano?

Agora que você já conhece os riscos de trafegar com o pneu furado, é importante saber o que fazer ao descobrir o problema. 

Se estiver em alguma via, é fundamental manobrar até o acostamento e efetuar a troca do pneu, se tiver um estepe, que aliás é um item essencial para momentos de emergência como esse. 

Em último caso, deve-se entrar em contato com o seguro ou uma oficina mais próxima que possam te ajudar a sair desta situação e evitar maiores gastos com a estrutura, que pode ser ainda mais danificada.

Gostou do conteúdo? Alguma vez já dirigiu com o pneu furado e teve problemas? Deixe um comentário e compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados
Todos os direitos reservados © 2024
Desenvolvido
SuryaMKT
Atualizado em: 
21/06/2024 @ 17:01
magnifiercross